Meu Coração Queima – Casacor Santa Catarina

Borogodó e provocação no estúdio manifesto

Foi difícil sair deste “quitinete”, como nomeia o arquiteto Jeferson Branco, a preciosidade que criou para a Casacor Santa Catarina, num espaço de 51m² que cabe um Brasil inteiro. Tem amendoeira, rede de palha, espelho de moldura laranja, as xícaras e pratos da casa da vó e até armários azul calcinha no Estúdio Manifesto que traz toda a inquietude do arquiteto de 27 anos que quer chamar a atenção pela provocação do conjunto da obra.“Projetamos o palco para vida. Sou apaixonado por criar espaços inspirados na natureza e no comportamento sociocultural do povo brasileiro porque seus diferentes tipos de beleza são ferramentas para projetos que constroem memórias “, diz Branco sobre a inspiração que vai sugerir de nostalgia à reflexões sobre os contrastes do Brasil.O estúdio cheio de borogodó é uma instalação manifesto porque retrata, entre outros desagrados, a indignação do arquiteto com a desvalorização dos bens naturais e o extrativismo desenfreado. Ao mesmo tempo, na sala, cozinha, quarto e banheiro, itens de decoração da cultura popular brasileira como as plantas Espadas de São Jorge e tapete de sisal, por exemplo, agregam no mix de elementos em voga nos lares contemporâneos compondo o atual design high-low, onde marcas ou produtos de alto valor lado a lado com acessórios e acabamentos de baixo custo.

Fotos: Lio Simas  Capa: Ana Terra Photos

Compartilhar

Comments

comments

Escrito por
Mais conteúdo de Hellen Fírmìno

Dica: Repaginar – soluções express na sua casa

Oi pessoal, hoje abordaremos um assunto que ganha força com a crise….Repaginar....
Saiba Mais