Chez Odara – Casacor SC

Living ao som de MPB

A CASACOR Santa Catariana é uma das edições que visito todos os anos e sem dúvida me surpreende pelo cuidado, acolhimento com a imprensa, e sobretudo com a arquitetura. Em 2022 um patrimônio é revitalizado e entregue ao público através da ação do evento. O imóvel tombado que abrigava uma escola de música, o Colégio Silveira de Souza. Nos projetos da mostra, foi preciso nesse projeto preservar tanto o piso como o teto originais do ambiente.

O arquiteto Marcelo Salum entrega um espaço de 49,32m2, moldado pelo tema Infinito particular, o qual foi elaborado um layout circular propício para celebrar com amigos ou realizar sarais e encontros festivos integrando os convidados.A trilha sonora do espaço, com a curadoria de Marcinho Costa, teve um cuidado significativo para que a seleção musical ajudasse a contar a história do ambiente. Marcelo define o espaço como “Um ambiente alegre, festivo e descontraído, que traz muita personalidade com a escolha dos elementos selecionados para compor o living. A canção Odara, de Caetano Veloso, representa esse momento de uma ode a alegria e a felicidade.”Sobre a criação: O living, nomeado de Chez Odara, cria um cenário exuberante com combinações especiais: um papel de parede de uma floresta tropical, que traz da mitologia Grega o Deus Pã, protetor das matas e da música. Foi arquitetado um lambri em meia parede com Treliça BW Matte, da Isabela Capeto, para a Ceusa que circunda todo o ambiente, juntamente com o rodapé de imbuia, da Santa Luzia. Acima dele, foi utilizado o papel de parede da coleção Checking out Nature, da SELECT.D, que contorna todo o espaço – exceto em cima do sofá, que foi aplicado o revestimento da Diore (Morada Eco), que é um material em pedras naturais, preciosas e semi preciosas. Nessa parede acima do sofá sobrepõe algumas das importantes obras da fotógrafa Vania Toledo, que retratam grandes nomes da nossa Música Popular Brasileira (MPB): Caetano Veloso, Gal Costa, Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Nara Leão. Muitas dessas fotografias fizeram parte da exposição “Diário de Bolsa – instantâneos do Olhar”, na Pinacoteca de São Paulo.Para abrilhantar o living, o artista Juliano Aguiar fez a escultura O Fauno, especialmente para o ambiente.A seleção de tecidos em tons de bege em todo o mobiliário, emoldurado por um tapete feito manualmente em lã, valoriza a escolha cromática dos revestimentos, além de gerar uma harmonia geral no espaço.

Imagens: Mca Estúdio

Compartilhar

Comments

comments

Escrito por
Mais conteúdo de Hellen Fírmìno

Doce Acolhimento em 25m2

Afetividade projetada
Saiba Mais