O morar nômade

Olá seguidores,

nos próximos posts, usaremos como referência em nosso texto, alguns conceitos que foram materializados na Casacor SC em Florianópolis.

Conceito Nômade

Este conceito tem base nos nômades, aqueles que se movimentam, trocam de morada, são itinerantes.  O morar nômade, cada vez mais forte, retrata o momento atual, onde apresenta-se uma geração mais livre, solta, menos apegada, que vivem em constante movimento. Esse movimento pede projetos que acompanhe essa tendência comportamental.

O mercado vislumbra esse processo de transformação do morar, que pode ser lenta, mas certa. Este ano no I Salone (salão de móveis de Milão), várias marcas apresentaram produtos de fácil mobilidade, leves, moduláveis e montáveis, resistentes e de excelente qualidade, concebidos para atender essa necessidade do estilo de vida contemporâneo. “Sempre digo que móveis soltos são eternos”.

A vida nômade é possível diante do avanço tecnológico que permite uma vida móvel, e se o design acompanha com produtos inteligentes, tudo fica mais fácil.

Além disso a proposta é uma forma de refletir sobre a própria existência, julgar o que realmente é necessário para o viver cotidiano e a longo prazo, respeitar os limites físicos, mentais e espirituais, e propagar coisas boas em uma época em que o mundo passa por diversas dificuldades. Outro ponto a se pensar, é a menor aquisição de imóveis. Atualmente muitos preferem alugar imóveis ao invés de comprar. Pois isso lhes permitem mais mobilidade.

Se nos movimentamos mais, teremos mais histórias pra contar. Em contra partida, precisamos de referências de nossas origens por perto, trazendo a relação de pertencimento aos lugares que moramos. Mesmo que poucas, essas referências são importantes. “Afetar o lugar por onde passamos é tão importante quanto ser afetado por ele, ao levar a sua imagem na trajetória“.

Enfim, se olharmos para o futuro do morar, ele deve ser cada vez mais móvel- logo mutante, leve, aconchegante e com muitas memórias.

Veja o ambiente do arquiteto Marcelo Salum, a sala Kidron, com o conceito nômade. Fotos: Mariana Boro

Nesse projeto, todo mobiliário solto, distribuído com planejamento, para que todas as peças e relíquias acumuladas durante a vida, estejam todas igualmente valorizadas.

Gostei muito, do projeto e do conceito ser abordado na mostra. Por isso está aqui.

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores 

Sobre a Casacor SC em Florianópolis

Olá seguidores, neste sábado tivemos a oportunidade de visitar mais uma edição da Casacor, desta vez em Florianópolis. Foi como voltar nos antigos tempos, onde a Casacor acontecia numa casa, mantendo suas características. Um casarão no caminho do meio em Santo Antônio de Lisboa, traz o sotaque Lusitano para o evento. Um resgate da memória do lugar, valorizando a vida que acontece na ilha de Florianópolis. O jeito de morar catarinense, agrega-se ao tema casa viva, da mostra esse ano. A casa em meio a mata, integra-se à natureza com construções efêmeras que,se inserem e adequam-se ao local, sem tocá-lo, preservando-o, conectando-se ao verde. Fantástico!

Foto: Fernando Willadino

O tema seguido a risca, onde o verde/vida, presentes no espaços em conexão perfeita. Não imposto, mas integrado.

A medida em que vistávamos e sentíamos os ambientes, cada conceito surpreendia. Sim, os profissionais estavam preparados para defender seus projetos a todos que passavam por ali. Conceitos interessantes que nos levam pensar sobre o morar, como uma mostra deve ser…promover a reflexão.

Mostraremos alguns conceitos que nos marcaram por sua essência.

O Jardim de Estar, assinado por Ana Trevisan, além de conectar as edificações externa á casa, traz a experimentação como premissa, ou seja, sentir o lugar, ler algumas mensagens expostas e refletir sobre elas.

Foto: Mariana Boro

A Varanda “Verdejantes Tempos, mudanças de ventos…”, assinada por Mariana Pesca, Elise Lacerda e Ivana Bernart, um ambiente que faz uma conexão com o espaço interno e externo, tudo se mistura, e vivem a natureza no dia a dia.

Foto: Fernando Willadino

O Little Jungle, assinado por Pedro Tessarollo e Jairo Lopes, é uma circulação transformada em espaço multiuso que se apropria da energia positiva das plantas para conectar as pessoas ao ambiente.Foto: Lio Simas

A Suíte Essencial assinada por Juliana Pippi,  traz impresso no seu projeto a simplicidade e o essencial para pensarmos sobre os ambientes. Tudo muito leve como a vida deve ser. Porém com a riqueza de peças elaboradas, com design diferenciado, aplicado de forma funcional sem excessos para a vida correr livre por ali.Foto: Mariana Boro

A Sala Viva, assinada por Anna Maya, além da presença do verde no seu design, seu eixo principal faz um link perfeito com o verde da área externa. O uso de materiais naturais também reforça a vida no seu conceito.
Foto: Lio Simas

A Sala Kidron, assinada por Marcelo Salum, evoca o conceito nômade na sua amplitude, desde o ato de movimenta-se, até as transformações dessas mudanças. Uma sala para um médico terapeuta, onde conversas sobre a vida e experiências acontecem para o aprofundamento das questões da alma. Os momentos e movimentos em pauta.
Foto: Mariana Boro

A Cozinha com Afeto é a proposta de Rosane Girardi e Alcides Theiss, onde as memórias afetivas estão representadas no projeto, e propõe preparar a refeição do dia a dia com menos pressa, provocando o pensar sobre a relação com o alimento.

Foto: Mariana Boro

A Lavanderia, nesta casa é um lugar de memórias afetivas, que lembra casa de vó. Um ambiente que traz o consumo consciente da água, um espaço pet e um lugar para trabalhos manuais do dia a dia, criando a dinâmica do ambiente assinado por Gabriela Bosco Dutra e Vanessa Buonomo.

Foto: Lio Simas

Uma casa, uma construção efêmera, a Casa Ônix by Karsten, assinada por Gabriel Bordin, permeia-se na paisagem. Uma espécie de cabana que interage com o verde do entorno. Uma prova viva de desconexão.

Foto: Mariana Boro

Estes são alguns conceitos que falam a nossa língua. Conceitos que expressam a contemporaneidade do tema morar. Ambientes que trazem na sua essência o que mencionamos por aqui, com o intuito de contagiar mais pessoas a terem em suas casas o que lhes fazem bem. Vislumbramos o entendimento de que a formatação de um conceito, que responda as necessidades de cada indivíduo, é base, na prática diária da boa arquitetura de interiores.

A Casacor SC em Florianópolis está de parabéns por expressar muito bem a casa viva. Gostei muito, do início ao fim.

#casaderaiz #casaviva #casacor #casacorsc #arquiteturadeinteriores

Especial Casacor SP – Marcelo Salum – Ambiente com muita bossa, que nos encantou.

Olá seguidores, a Casacor SP está chegando ao fim. Depois de mostrar alguns ambientes que marcaram a volta e a estréia de profissionais na mostra, hoje vamos dar foco a um ambiente que mais nos encantou desde a abertura até a nossa visitação na semana passada. Ah,…o ambiente ficou em segundo lugar na premiação da mostra.

Tive a a oportunidade de visitar o ambiente de Marcelo Salum na Casacor Florianópolis no ano passado, “Mar sonoro, mar sem fim”, eleito o ambiente conceito da mostra. E o arquiteto sabe conceituar, e materializar o conceito com maestria. Ele encanta mesmo!

Para o ambiente de estréia, uma sutil homenagem à cidade que acolhe tantos brasileiros. É uma espécie de pedido de licença para entrar nessa grande e poderosa metrópole. O loft de 60m2 batizado de “Alguma coisa acontece mo meu coração…” É um espaço multiuso que aproveita a arquitetura da área, adequando-se como um recém chegado à São Paulo.

Os detalhes, a arte, as imagens, os bordados, definem os moradores que habitam a cidade. Assim como as cores que também seguem uma lógica: tons de cinza predominam pelo espaço, enquanto metade das paredes e teto ganharam um tom verde. ” É como um pedido de mais oxigênio para a cidade”.

As raízes impressas nesse ambiente, demarcam o território na metrópole, e assim deve ser em todas as habitações. O arquiteto imprime poesia, bossa e personalidade sem clichês. Os projetos de Salum, tem sempre um mix de texturas e detalhes que denotam alguém. Sempre tem alma ali.

Veja as imagens de Evelyn Müller

A riqueza de detalhes, com a simplicidade dos sentimentos e marcas de cada um no espaço. Gostamos muito! O ambiente com mobiliário solto, de muita personalidade garimpados para representar o conceito.

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #casaviva #temraiz