Ambientes que valorizam o Remo(essência do clube) na Mostra Elite Design

Olá seguidores, que me acompanham… Vocês sabem que eu valorizo muito os conceitos por trás da arte, arquitetura e todas as criações. O conceito é a expressão que retratamos. Sem ele não faz sentido, criar. Ou melhor, é só uma combinação. Por isso quero destacar aqui dois ambientes que valorizaram a temática do local onde se insere a mostra, o Clube de Regatas Guaíba.

Vamos lá…

Os arquitetos Claudio Righi e DarianaTessari criaram o Passeio das ArtesJardim do Remo, pensando em conectar os visitantes à essência mais pura da mostra.

É um ambiente de integração, que liga fisicamente o acesso ao clube à entrada do evento. O público é convidado a interagir com o ambiente, por meio de uma passarela que instiga os sentidos com cores, sons e obras de arte. O objetivo é que, ao fim do caminho, as pessoas estejam mais leves, alegres e inspiradas.


 A arquiteta Marie Hellen Mafaldo Böttcher projetou o Studio do Remador.

Com conceito despojado e industrial, o local utiliza cores básicas, tons de concreto e iluminação intimista. A formulação do Studio é feita com a utilização de móveis no estilo loft e materiais de demolição, além de obras de arte e de colecionador.

Nestes ambientes podemos ver equipamentos, imagens, arte, adornos, e materiais que lembram o Remo, esporte que até hoje é praticado no clube.

Muito importante a arquitetura da Mostra Elite Design, ampliar para o grande público a história do Clube de Regatas Guaíba, esta é também uma função de se utilizar o espaço, valorizar as origens do local.

Parabéns aos arquitetos/profissionais que o fizeram.

Fotos: Eduardo Liotti

#ficadicasanova #mostraelitedesign