Conheça a Casa dos Ventos por Leo Romano

Trouxe um projeto de Leo Romano, a Casa dos Ventos. Vamos sentir e descobrir o que esta residência tem na sua concepção que a faz tão rica? Vamos lá, visita comigo.

Casa dos Ventos. Por que? Foi observado de forma poética por Leo Romano: o fechamento visual da casa para a rua é feito através de um grande biombo de vergalhão, que é separado por meio de um espelho d’água, onde fica o hall de acesso. Em caso de ventos mais fortes, o vergalhão faz um barulho que lembra um “sinos dos ventos” que anuncia a chegada da mudança do tempo na residência.

A residência de quase 500 m² de área construída impressiona pelas proporções, design e criatividade. Dispondo de um terreno regular, a casa tem uma arquitetura moderna e, ao mesmo tempo, precisa, que foi implantada em formato de “L”, e que garante sombreamento à varanda e a sensação de prolongamento da área verde, com projeto paisagístico de Frederico Barbosa Rodrigues. A estrutura é convencional, com concreto armado. O revestimento da fachada é de concreto ripado, com fechamento de breezes em madeira.

Com uma linguagem arquitetônica que brinca com planos e volumes, a casa aparenta ser estruturada em duas caixas sobrepostas, desmembrada em dois pavimentos que resguardam as alas sociais e íntimas. Na caixa inferior está a sala, varanda e cozinha e, na parte superior, os quartos.

Outro diferencial desta residência, foi ser projetado por um arquiteto que também atua na arquitetura de interiores. Para enriquecer o décor, a seleção de mobiliário primou essencialmente por nomes brasileiros, tais como Sergio Rodrigues, Oscar Niemeyer, e Jorge Zalszupin, que conseguiram trazer valor agregado ainda maior ao projeto. Leo Romano também apresenta peças de sua autoria, como os espelhos das linhas Para Ser Feliz e Chuva.

Incrível a fluidez desta casa! A forma como o morar se projeta nos dias atuais. O protagonismo da vida expressa no traçado do arquiteto. Que conduz sabiamente, a partir do seu repertório, a magia de desenhar o viver bem.

Fotos: Edgar César

Comments

comments

Escrito por
Mais conteúdo de Hellen Fírmìno

Meu olhar: Reformar ou não peças antigas.

Olá, hoje o post traz um questionamento sobre peças antigas, afim de...
Saiba Mais