O TEMPO é a raiz da Sala Toki por Juliana Pippi para Casacor SP

Olá seguidores, hoje apresentamos um ambiente que se propõe a ser um refúgio do caos externo, proporcionando um clima propício para se reconectar com o tempo e consigo mesmo. Este é o espaço de estréia da arquiteta Juliana Pippi na edição paulista da Casacor.

“És um senhor tão bonito/Quanto a cara do meu filho/ Tempo, tempo, tempo, tempo…/ És um dos deuses mais lindos.” Os versos de Caetano Veloso em sua “Oração ao Tempo” embalam a verve criativa da arquiteta. E foi o próprio tempo, senhor de todas as coisas e autenticador de todas as qualidades, materializado na proposta, uma leitura panorâmica tanto do tempo enquanto passagem cronológica, quanto da metáfora de seu aproveitamento e da angústia pela sua falta. “São Paulo, que é um dos maiores estandartes da vida apressada na megalópole para mim, enquanto forasteira, é o contrário: uma desaceleração, diz Juliana.

É tanta poesia, que descreve abaixo que resolvi discorrê-la exatamente como recebi. (seria um crime, poupá-los).

Batizada de Toki – Um Mergulho no meu Tempo, imaginou-se um pequeno cubo de 40 metros quadrados como zona de contenção, calmaria, equilíbrio e recarga, onde leveza e frescor imprimem as maiores notas por meio de paleta suave, tons esmaecidos, texturas aconchegantes e um forte apelo craft na seleção de superfícies e acessórios. As paredes, por exemplo, se harmonizam entre a composição da cerâmica assinada pela artista Hideko, as áreas de lona crua, e os encapsulamentos com telas bem fininhas em performance quase de papel-arroz, vendendo a ideia de flutuação desde o piso em mood sépia até alcançar o teto em carvalho estonado, levemente rosado, de onde pende uma escultura deslumbrante da artista Clara Fernandes. Entre ampulhetas e composições transadas de arranjos naturais, a seleção do mobiliário e dos acessórios também confronta timings diferentes, numa narrativa cheia de lógica para a arquiteta que também é musicista e apostou nos versos de Arnaldo Antunes para a trilha: “Será que a cabeça tem o mesmo tempo que a mão? O tempo do pensamento, da ação?”. Assim, o dito slow design, em peças desenvolvidas ou customizadas especialmente para  seu espaço, ofício que demanda longos períodos de feitura entre os dedos. Nessa mistura fina, a arte também abarca saberes atemporais.  Entre transparências e furtacores, o ponto de exclamação é o sofá, que ganhou índigo em tie-dye, técnica oriental milenar (também conhecida como shibori no Japão) que descolore os tecidos em manchas abstratas. E, para acentuar essa autoria handmade, a própria Juliana desenhou o tapete em tear, quase como um manifesto das reconexões com a casa, com a vida e consigo próprio, de dentro para fora e de fora para dentro. “Todo o layout é voltado para a janela, para descansar a vista e direcionar o olhar para o mundo – e para o tempo – que nos espera”.

Para finalizar, outro verso “caetânico”: “Peço-te o prazer legítimo e o movimento preciso, quando o tempo for propício/Apenas contigo e comigo/Tempo, tempo, tempo, tempo”.

Estão curiosos, para visualizar a poesia? Aí estão as fotos de Denilson Machado.

Este projeto é um belo exemplo do compromisso que a arquitetura de interiores tem com o cliente, neste caso o conceito por ser uma mostra. Ao olhar não entenderíamos, talvez, tanto significado materializado no espaço.

Precisamos cada vez mais lutar pela exposição das ideias/conceitos/raízes de cada projeto. Assim, além de olhar e ter a beleza e as sensações como resultado, divulgamos o criador e orquestrador da obra de arte, como sua referência. Logo, se entende tamanho investimento que se faz ao criar um projeto único e lapdado para se viver, priorizando significados.

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #projeto #significado

Especial Casacor SP: Villa Olivo por João Armentano

Olá seguidores, post extra com um ambiente da Casacor São Paulo assinado por João Armentano, a Villa Olivo Todeschini.

Sintonizado com o tema da mostra deste ano, A Casa Viva, que valoriza o lar como um refúgio físico, mental e espiritual, o arquiteto João Armentano propõe a interação entre o jardim e a casa, de modo que o paisagismo, criado por Daniel Nunes, adentra praticamente todo o espaço, passando pelas janelas da cozinha e do living ao quarto. Na sala, por meio de portas pivotantes de vidro, do piso ao teto, e das brises recortadas, a grande protagonista do jardim – uma oliveira de 300 anos, trazida do Uruguai e inserida na CASACOR .

Marca registrada dos projetos, a integração sutil de cada um dos ambientes da casa preserva a segmentação deles e a amplitude, como um todo. Assim, estruturas leves e não inteiriças configuram espaços fechados e abertos, ao mesmo tempo, e personalizados dentro de suas propostas e funções.

Na casa de 320m2, o arquiteto convida à apreciação da mescla entre o antigo e o atual. Em toda a dimensão, peças de design contemporâneo foram harmonizadas às relíquias garimpadas em antiquários, tudo para mostrar uma casa viva cheia de personalidade.

Confira as fotos de Lufe Gomes:

Organismo vivo, minimalista, personalizado, com uma conexão incrível com a natureza, como o luxo contemporâneo pede. Simples assim!

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #gentefeliz

As raízes de Leo Romano, ganham um instituto.

Olá seguidores que amam arquitetura de interiores e design.

Vamos mostrar aqui um espaço de arquitetura e arte recém inaugurado em Goiânia, o Instituto Leo Romano.

Vamos conhecer?

Para celebrar seus 21 anos de trajetória profissional e realizar um antigo sonho, o arquiteto e designer Leo Romano escolheu a cidade onde escreveu sua história, para abrigar a sede de um centro educacional. “Passamos a oferecer um novo espaço de referência de arte e de formação em que ocorrerão palestras, workshops e outras atividades, principalmente para estudantes e profissionais das áreas de arquitetura, design e artes plásticas, celebra Romano.

A casa dos anos 70, com arquitetura moderna, a residência foi totalmente reformada para receber alunos e colaboradores. Inserida em meio ao verde, conta com um jardim para os visitantes. Segundo Leo, “A construção dialoga com desenhos modernistas de década de 70, assim como com os desenhos de Oscar Niemeyer”, comenta.

O local também abrigará a sede do escritório Leo Romano de Arquitetura, uma biblioteca aberta para o público geral, além da galeria de arte.  E para valorizar ainda mais essa atmosfera, os espaços contam com uma decoração especial, repleta de móveis e objetos assinados pelo próprio designer.

As fotos são de Edgard Cesar.

Um lugar de referência, um lugar para pensar sobre arquitetura, arte e design.

Um espaço com a raiz de Leo Romano.

Por muito mais espaços assim!

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #gente feliz

Conceito da Casa Gente na Casacor Goiás

Olá seguidores.

Que tal, a casa gente? Alguns podem responder: Minha casa? Sim. Essa é a proposta da designer de interiores Andréia Rocha Lima, que me encantou com seu conceito, simples autoral e atemporal de viver. Apresento-lhes a Casa Gente…(texto da autora)

[CASA GENTE é um espaço “biográfico, livre, que conta a história de gente que sente, ama, sonha e vive. Nesta “CASA” se encontram identidade, design, arte, decoração, memórias e natureza. Um modo de viver autoral, acolhedor, generoso e simples. No espaço de 60 m², a profissional mescla mobiliário e peças de diferentes estilos, texturas e origens, que contarão a história de “GENTE”. A ideia é que o visitante encontre alguma referência de sua própria história no ambiente.

Acredito na casa de verdade! Onde o sofá é pra sentar mesmo e vai acabar marcando o lugar predileto de assistir um filme…

As cadeiras vão, charmosamente, ostentar  uma manchinha esquecida pela gota de vinho que caiu numa noite gostosa com amigos… A mesa de jantar marcada pelo fundo de uma taça de um brinde despretensioso… Nas paredes, uma lembrança de viagem enquadrada como se fosse a própria Monalisa…

Lembranças, cheiros, histórias… a casa tem que ter vida! Alma! É a extensão de quem mora nela! Os amores, as crianças, sonhos, alegrias e dores ali se encontram, emocionam e perpetuam… CASA GENTE!  Esse é o princípio do projeto! ]

Acreditamos aqui no Casa de Raiz que essa é a verdadeira casa. Aquela que deve ser valorizada nas mostras, e devem estar a mostra para que todos saibam e queiram no lar, um morar mais humano, projetado para o usuário,  sob medida, onde todos os sonhos e sentidos se materializem. Isto é arquitetura afetiva, que leva a uma arquitetura de interiores assertiva.

Aprecie algumas fotos do fotógrafo Ênio Tavares.

O conceito desse ambiente me encantou, por ser um manifesto da casa que tem vida, que tem sentido, que tem dono. Por mais projetos assim. Que ensinam pensar sobre o habitat na sua mais pura essência…RAIZ!

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #gentefeliz

A personalidade é a raiz dos ambientes integrados neste apartamento

Olá seguidores.

Apresento hoje um projeto onde a solicitação dos moradores, eram receber e relaxar, como foco central da proposta para os espaços sociais. Design contemporâneo e materiais atemporais são a base para a integração entre living, sala de jantar, home theater, espaço gourmet e terraço. O resultado é um único espaço que faz conexão entre todos estes recintos com uma personalidade própria. Essa personalidade é reforçada pelos materiais como o estuque concreto nas paredes, contrastando com o mármore polido na lareira, a divisória de aço corten e madeira maciça, painéis em couro ao fundo do home theater que favorece a acústica do ambiente, vigas de madeira no forro do espaço gourmet, além da iluminação e a automação pensada para criar muitas possibilidades de cenas, variando a atmosfera desde a intimista, passando por indireta, difusa e claríssima. O momento escolhe, isso é personalizar!

Os tons neutros e a variedade de materiais naturais, se ajustam na ambientação que adota areia, beges, cinzas e marrons. Essas tonalidades se misturam ao uso do couro, linho e madeira natural. Moldando assim um ambiente atemporal com toques de aconchego.

Veja as fotos e passeie por esse ambiente lindo, para usar.

Fotos: Rômulo Fialdini

Tem a alma de uma família que buscava integração dos espaços, e recebe um apartamento super personalizado para usufruir de momentos que marcarão a história deles. Isto é arquitetura de interiores. Aquela que promove, momentos, sentimentos e bem estar, quando tudo é pensado, projetado e executado para tal. Essa é a ideia, transformar a vida das pessoas.

Amo muito tudo isso!

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #gentefeliz

Duplex com raiz no design assinado

Olá seguidores.

Nosso post fala de um apartamento, onde a raiz são as peças de design assinado, bem distribuídas na ambientação. O imóvel está localizado na Vila Madalena em SP, e tem assinatura do escritório Díptico Design de Interiores. Com intuito de proporcionar bem estar e estimular o convívio em família, a moradora se mudou com o marido e os dois filhos pequenos para um duplex de 250 m², em meio a muito verde.

Original e com “quê” escandinavo o apartamento já possuía alguns móveis e o assoalho de madeira maciça. Restaurados, se compõe com uma base neutra, os móveis atemporais, muitas obras de arte, peças de família, e móveis de design. Ou seja, um pano de fundo atemporal que volta a cena para valorizar o mobiliário atual e a essência da família. Adoramos a proposta!

As peças de design que desfilam na ambientação, tem assinatura de grandes nomes como, Sergio Rodrigues, Michel Anastassiades, Paulo Alves entre outros.

Confira as fotos de Julia Ribeiro:

O projeto deve manter o que é significativo no imóvel, sem esconder sua originalidade. Logo, trazer a personalidade dos moradores através das peças, artes e sentimentos. Assim compomos uma casa de raiz.

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #gentefeliz #casacomalma

Apartamento com raiz no masculino

Olá seguidores.

Hoje mostraremos um loft com raiz no masculino. Assinado pela arquiteta Tânia Eustáquio. O loft foi projetado para um rapaz solteiro, onde tudo tem a sua imagem refletida. E o predomínio do preto e branco em toda ambientação.

O morador queria um loft com tijolinhos aparentes, black and white, pickups, bike e skate e muito espaço,… liberdade! E está tudo aí. (essa é a raiz)

Trazendo o gosto pessoal do morador, a sala de estar, com tijolinhos à vista na cor branca, contempla toda estrutura de home theater e som – com as caixas de som e ​quadros com fotos de músicos. A paixão pela música vai ainda mais além e transcende com o ambiente onde a arquiteta projetou um espaço para seus momentos de DJ. Em madeira preta, o móvel projetado abriga todos os discos e os equipamentos para discotecagem.

Detalhes como a bike e o skate pendurados na parede, dão um charme para a decoração das paredes! O apreço por vinhos pode ser visto por quem o visita: É de encher os olhos a vida dos rótulos devidamente posicionados na adega.

Na área íntima destacam-se o home office/biblioteca para as atividades profissionais do rapaz e o banheiro integrado, com bancada centralizada.

Seguem as fotos: Vamos conferir?

Tudo que o morador pediu, e mais um pouco.  Bom projeto, funcional, e com muito bom gosto. Como deve ser uma casa de raiz.

Tem o morador projetado aí. Tem arquiteto, construindo um conceito assertivo no projeto. Tem o conceito materializado e atendendo o morador.

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #gentefeliz

O aconchego e a nostalgia como raiz do dormitório

Olá seguidores,

Venho reforçando aqui a máxima da essência nos projetos de arquitetura de interiores. Isso porque acreditamos que ao descobrirmos a nossa essência e o que precisamos para viver, fica muito mais fácil acertar. Assim como na semana passada, trago outro projeto de mostra, com móveis soltos, Essa é uma tendência para resolver rapidamente os ambientes em qualquer lugar que se está, diante da mobilidade de vida que avistamos à frente. Mesmo com rapidez, o projeto deve ser bem pensado, e avaliado para que as aquisições sejam eternas.

Vamos lá,… hoje trouxemos um projeto da arquiteta Denise Barretto, também para uma mostra de móveis soltos, e mesmo assim veremos muita personalidade impressa, isso é casa de raiz para nós.

O quarto NATURAL, propõe o resgate de itens nostálgicos na ambientação, a história do morador. Um dormitório leve, repleto de aconchego, que reúne o clássico e o moderno com total harmonia. A presença da nogueira, madeira escura, usada nos anos 60, que volta com toda força. Com os nós em evidência e um tom escuro, ela encontra o equilíbrio nos elementos claros do decor, resultando em luminosidade no ambiente. Segundo Denise, “sua ambientação é feita tanto para quem deseja reviver as lembranças de outras épocas, quanto para aqueles que gostam do estilo vintage com toques de sofisticação”… essa é a raiz.

Veja as fotos do dormitório que em cada detalhe ressalta a alma natural no ambiente. Fotos: Rômulo Fialdini

Lindo e aconchegante, como o dormitório deve ser. E além disso expõe a essência contando uma história. Gosto muito e acredito nessa forma de projetar arquitetura de interiores.

#casaderaiz #casadeverdade #arquiteturadeinteriores #gentefeliz

Uma Casa de Raiz, pronta.

Olá seguidores,

Hoje mostraremos uma casa de raiz, projeto da Designer de Interiores Paola Ribeiro, para uma mostra de quartos decorados na CasaPronta em São Paulo. Onde a profissional imprimiu personalidade e veracidade ao dormitório. O conceito principal era utilizar o mobiliário da loja e transformar o ambiente o mais real possível para encantar o visitante com a mobília.  Me chamou atenção os detalhes e a essência minimalista. Essa que deve reinar nos lares atuais e futuros, onde será preciso examinar com carinho a raiz do morador para fazer escolhas assertivas e definitivas, evitando assim o consumismo.

Com uma análise prévia, e boas escolhas, podemos personalizar os ambientes, mesmo com mobiliários soltos, assim como imóveis alugados. A essência do morador pode ser impressa da mesma forma. Gostei muito da abordagem deste ambiente, por isso trouxemos para o site.

Confira as imagens e fique com vontade de estar lá, desfrutando do dormitório. Fotógrafo da loja, não foi informado.

A proporção, o bom gosto e a necessidade do cliente, ditam as escolhas.

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores #gentefeliz

Uma cozinha com a raiz do Design Italiano

Olá seguidores!

Hoje eu apresento uma cozinha veramente italiana.

Esta cozinha é uma referência a excelência do design italiano. Agregando tecnologia e detalhada para funcionar, traz um conceito que propõe a cozinha como o centro da casa.  Muitas atividades acontecem na cozinha, por isso tudo deve funcionar, e tudo pode estar oculto. Aparecendo a medida de sua necessidade. Com isso o visual clean ganha destaque. Isso proporciona uma cozinha bela, que neste projeto recebeu cores tendenciosas e acabamentos nobres.

O azul petróleo é uma cor que remete a natureza, e desperta a tranquilidade e o equilíbrio. Em tons escuro, traz a sofisticação para o ambiente funcional.

O amarelo simboliza a ruptura no projeto por ser uma cor que inspira e desperta a criatividade. Além de representar o calor, a luz e a alegria.

A cozinha italiana, há muito tempo é um lugar de descontração e reunião. Mas nos dias de hoje, precisa da setorização e funcionar. Este projeto resolve esta equação, com um ambiente arrojado e com raízes na história da cozinha, sem deixar de lado as necessidades da cozinha do futuro. Muito Italiano isso!

Este ambiente projetado pela arquiteta Patricia Palma, trouxe muitos detalhes de encher os olhos: O piso porcelanato, tem as marcas do tempo. A iluminação pontual em perfis de led desenham sobre o projeto, a luz. Os equipamentos super tecnológicos podem ser acionados com um simples toque. Tudo é muito leve e limpo, de fácil manutenção como a vida contemporânea exige. Além disso a arte e design fazem referência ao luxo no ambiente.

Agora, passeie pelas fotos.

Fotos: Eduardo Liotti

A cozinha e o design Italiano, estão bem representados nesta “Cucina“. Este projeto entra para nossa galeria por ter alma, conceito e memória envolvida.

#casaderaiz #arquiteturadeinteriores